Viagem da Apolo 11 teve a intercessão de Nossa Senhora da Lua

20 de julho é um dia histórico para a humanidade! Em 1969, mais de 600 milhões de pessoas no mundo inteiro assistiam pela TV os tripulantes da nave Apollo 11 caminhando sobre a Lua pela primeira vez.

Um desses espectadores era Felipe Sánchez Urbano, secretário da Irmandade de Nossa Senhora da Lua, padroeira da cidade de Pozoblanco, da província de Córdoba, na Espanha. O jovem após assistir a aterrissagem, decidiu no dia 30 de julho de 1969, numa atitude de fé e entusiasmo, enviou cartas a cada tripulante parabenizando pelo grande feito.

Com essas cartas, Felipe incluiu três fotos de Nossa Senhora de Pozoblanco (uma para cada astronauta) e uma nota de que a “Irmandade havia chegado à autoridade eclesiástica competente propondo que a Virgen de la Luna fosse nomeada padroeira de todos os astronautas“.

O que Felipe não esperava era que em setembro do mesmo ano, ele recebeu uma carta dos astronautas da nave com uma mensagem de agradecimento e uma fotografia da tripulação assinada simplesmente por Neil Armstrong, Edwin Aldrin e Michael Collins.

Uma moldura da cópia da foto autografada e as notas da tripulação da Apollo 11 foram exibidas aos pés da Virgen de Luna desde então.

“Eu tenho aquela imagem guardada. Aqueles momentos de emoção que ele viveu e que ele transmitiu com seu silêncio porque muitas vezes ele não conseguia expressar a alegria que carregava dentro dele. Se estivesse entre nós, voltaria a ficar sem palavras”, disse o filho Rafael Sanchéz, em entrevista recente para o site Ecclesia, da Rede COPE.

Felipe tentou por todos os meios dar um passo adiante. Ele queria que um dos tripulantes do Saturn V, um dos embaixadores ou funcionários da maior agência espacial do mundo, viesse ao Santuário de Jara, onde está a imagem de Nossa Senhora da Lua. No entanto, ele faleceu em 1997sem poder realizar esse sonho. Ele ainda conseguiu manter a troca de correspondência para mais seis missões: da Apollo 11 a Apollo 17.

Devoção a Virgem da Lua

No vale de Los Pedroches, na Espanha, entre os municípios de Pozoblanco e Villanueva na província Córdoba, encontra-se a Ermita de la Virgen de Luna. No século XV, a lenda local conta que a imagem de Nossa Senhora da Lua apareceu diante de um jovem pastor ao lado de um carvalho. O menino tentou remover a imagem da árvore e levá-la de volta para a cidade, mas a cada vez a imagem dela desaparecia da casca que ele estava segurando, apenas para reaparecer no mesmo carvalho. Neste local sagrado, uma ermida foi construída para abrigar sua imagem. Hoje é o lar da Irmandade da Virgem da Lua. Desde a sua fundação, os locais pedem a intercessão de Maria para proteção em tempos de grande perigo; como épocas de seca, a pandemia de 1918, e a Guerra Civil Espanhola.

Fonte: a12.com.br